Santa Casa de Santos é o hospital “amigo do transplante”

Instituição foi reconhecida pela segunda vez com o prêmio durante o II Encontro Estadual das Comissões Intra-hospitalares de Transplantes do Estado de São Paulo.

Nos dias 2 e 3 de setembro aconteceu o II Encontro Estadual das Comissões Intra-hospitalares de Transplantes do Estado de São Paulo e a Santa Casa de Santos marcou presença, sendo representada pela responsável do Serviço de Captação de Órgãos do hospital, Enfª. Renata Joaquim, acompanhada da colaboradora administrativa Bruna Santos. Participaram do encontro o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Dr. Jean Gorinchteyn, e o diretor superintendente do Hospital do Rim e chefe do maior programa de transplantes de rins do mundo, Dr. José Osmar Medina Pestana.

Durante o evento, a Santa Casa de Santos recebeu o prêmio “Amigo do Transplante”, pelo número expressivo de captações realizadas com base nas notificações feitas à Organização de Procura de Órgãos – OPO. Esta é a segunda vez que o hospital recebe o prêmio, reafirmando sua posição de destaque para a Baixada Santista.
O reconhecimento comprova a importância da instituição dedicar um serviço exclusivo para cuidar deste assunto, contribuindo para salvar muitas vidas, além de ajudar a diminuir a angústia de quem aguarda a vez nas filas de transplantes.

Criado em 2017, o serviço de Captação de Órgãos da Santa Casa de Santos conta a experiência da enfermeira Renata Joaquim, e o auxílio das colaboradoras administrativas, Bruna Santos e Creusa Alcântara. “É muito gratificante receber esta notícia. Sinal que estamos no caminho certo. Resultado de uma equipe focada e comprometida. O importante é o objetivo ser atingido, dando esperança a alguém que está na fila de transplante”, comemora Renata Joaquim, dedicando esta conquista às equipes multiprofissionais envolvidas em todo processo -“não fazemos nada sozinhos”, finaliza.

A Organização de Procura de Órgãos - OPO é responsável por procurar e captar órgãos no litoral e parte do Estado, e também notificar à Central de Transplantes do Governo do Estado de São Paulo, quando existe a falência de atividade cerebral irreversível e autorização da família para doação.
Todo o processo de captação é seguro, tratado com muita seriedade e respeito, com base na lei e fiscalizado pelo órgão público (Legislação – 1997: Lei 9.934/2017 – Res. CFM 2173).

A Santa Casa de Santos atualmente realiza transplantes de córneas. Os demais procedimentos são feitos pelas equipes de transplantes de outras cidades. Após a constatação da morte encefálica, são realizadas as cirurgias para a extração dos órgãos, que são destinados às pessoas que se encontram em fila de espera para transplante.

Compartilhe!
Acesse Nossas Redes Sociais

Av. Dr. Claudio Luis da Costa, 50
(13) 32020600
provedoria@scsantos.com.br