Santa Casa completa 479 anos

Conheça a história do hospital que inspirou o nome da cidade.

Hospital símbolo da saúde da região, a Santa Casa de Santos tem a maior e mais completa estrutura assistencial da Baixada Santista, e lidera como o mais bem equipado complexo hospitalar da região.

De principal referência no combate à Covid-19 nos momentos mais críticos da pandemia a tecnologia cirúrgica mais avançada do mundo, a Santa Casa de Santos completa 479 anos, unindo história, pioneirismo e modernidade.

Nesta data, nada mais justo do que relembrar a história do hospital que deu nome à cidade e inspirou o país....

Hospital de Todos os Santos

A história da Santa Casa de Santos começou com Braz Cubas que, auxiliado pelos prósperos moradores da região, iniciou a construção do hospital em 1542, e o inaugurou em 1º de novembro de 1543.
Chamou-o de Hospital de Todos os Santos, inspirando-se no nome do grande hospital de Lisboa e na data da sua fundação.

Entre 1545 e 1547, Braz Cubas elevou o povoado da região à categoria de Vila, dando o nome de Vila do Porto de Santos, inspirando o atual nome da cidade.

A Santa Casa de Santos participou de todos os ciclos da história brasileira, e serviu para a prática do ensino da medicina, quase 3 séculos antes da fundação da primeira faculdade de medicina do país.

Foi também berço da primeira cirurgia cardíaca no Brasil, realizada pelo Dr. Arthur Domingues Pinto, em 11 de agosto de 1948.

Os quatro prédios da história da Santa Casa de Santos

A instituição já ocupou 3 endereços antes da atual edificação. O atual prédio é a quarta edificação da história da instituição.

De sua fundação em 1543 até 1620, o primeiro prédio da Santa Casa ficava onde hoje é a Rua Visconde do Rio Branco, em frente ao edifício da Alfândega, no centro de Santos.

A construção do segundo prédio e da sua igreja foi concluída em 1665, em local que ficou conhecido como Campo da Misericórdia, posteriormente denominado Largo da Coroação e por último, Praça Visconde de Mauá junto ao prédio da prefeitura.

Em 1760, a Irmandade da Santa Casa terminou a construção de uma nova igreja junto ao morro de São Jerônimo, atual Monte Serrat, chamada inicialmente de Igreja de São Jerônimo, mais tarde consagrada a São Francisco de Paula, que deu nome à avenida São Francisco.

Em 1835 teve início a construção do terceiro prédio próprio da Santa Casa da Misericórdia de Santos, junto à Igreja de São Francisco de Paula, sendo inaugurado em 1836.

O hospital cresceu, tendo sido criado um pavilhão exclusivo para os tuberculosos, no entanto um grande deslizamento de terras na face leste do Monte Serrat, ocorrido em 10 de março de 1928, soterrou a parte posterior do hospital e algumas edificações próximas.

A construção do prédio atual foi concluída 17 anos após este episódio, sendo inaugurado pelo então presidente da República Getúlio Vargas, em 2 de julho de 1945.

A instituição vive atualmente o seu melhor momento, tendo como provedor Ariovaldo Feliciano desde 2016, o gestor é o 80º provedor da história da Santa Casa de Santos.

Provedores da Santa Casa de Santos (1807 a 2022)

Fundada por Braz Cubas em 1º de novembro de 1543, a instituição ficou sob a “proteção” do mesmo até 1592, data de sua morte, de acordo com manuscrito de Cláudio Luiz da Costa.

1. 1807 – Capitão Mor Bento Thomaz Viana
2. 1810 – João Batista da Silva
3. 1828 – Antonio Fernandes da Silva
4. 1830/1832 – Cel. André Alves Borges
5. 1832 – João Octávio Nébias
6. 1832/1833 - Capitão Antônio Martins dos Santos
7. 1833/1834 – Padre José Antonio da Silva Barbosa
8. 1834/1835 - Antônio Cândido Xavier de Carvalho e Souza
9. 1835/1836 - Capitão Antônio Martins dos Santos
10. 1836/1838 - Cláudio Luís da Costa
11. 1838/1839 – Comandante Barnabé Vaz de Carvalhaes
12. 1839/1840 - Dr. José Antonio Pimenta Bueno (marquês de São Vicente)
13. 1840/1842 - José Vicente Garcez Trant
14. 1842/1843 - Joaquim Xavier Pinheiro
15. 1843/1844 - José Batista da Silva Bueno
16. 1844/1845 - Vitorino José da Costa
17. 1845/1846 - Dr. Joaquim Firmino Pereira Jorge
18. 1846/1847 - Major Jeremias Luís da Silva (Irmão do Dr. Cláudio Luiz da Costa)
19. 1847/1848 - Manoel Joaquim Ferreira Neto
20. 1848/1849 - Firmino José Maria Xavier
21. 1849/1850 - Manoel Luís Pereira Braga
22. 7 e 8 / 1850 – Brigadeiro Miguel Henrique Marques da Silva Lisboa
23. 9/1850/1851 – José Antonio Vieira Barbosa
24. 1851/1852 - Barão Francisco Xavier da Costa Aguiar d´Andrade (Barão Aguiar Andrade)
25. 1852 – Bernardino Ferreira da Silva
26. 1852/1853 – Capitão João de Souza Carvalho
27. 1853/1854 - José Antônio Vieira Barbosa
28. 1854/1855 - Antônio Marques de Saes
29. 1855/1856 – Antonio Ferreira da Silva Junior (Visconde do Embaré)
30. 1856/1857 - Vitorino José Gomes Carmilo
31. 1857/1858 – Manoel Joaquim Ferreira Neto
32. 1858/1859 - José Antônio Pereira dos Santos
33. 1859/1860 - Major Jeremias Luís da Silva
34. 1860/1874 - José Joaquim Florindo e Silva
35. 7/ 1874 – Tenente Coronel Francisco Martins dos Santos
36. 8 a 10/1874 – Joaquim José da Costa e Silva
37. 11/1874/1878 - João Otávio dos Santos
38. 7 a 12/1878 - Francisco Antônio Rosa
39. 1 a 6/1879 - Comandante Theodoro de Menezes Forjaz
40. 1879/1880 - Dr. Henrique da Cunha Moreira
41. 1880/1882 - Antônio Ferreira da Silva (Visconde do Embaré)
42. 1882/1896 - João Otávio dos Santos
43. 7 a 9/1896 - Ernesto Cândido Gomes
44. 10/1896/1902 – Comandante Júlio Conceição
45. 1902/1906 - Coronel José Proost de Souza
46. 1906/1909 - Belmiro Ribeiro Morais e Silva
47. 1909/1910 - Dr. Francisco Marcos Inglês de Souza
48. 1910/1913 – Major Antônio de Freitas Guimarães Sobrinho
49. 1913/1916 - Comandante Manoel Augusto de Oliveira Alfaia
50. 1916 a 3/1921 – Major Antonio de Freitas Guimarães Sobrinho
51. 4/1921 a 2/1923 – Comandante Manoel Augusto de Oliveira Alfaia
52. 3/1923/1931 - Alberto Baccarat
53. 5/1931 a 2/1932 - Flamínio Levy
54. 1932 - José Vaz Guimarães Sobrinho
55. 1933/1935 - Coronel Evaristo Machado Neto
56. 1936/1938 - José Gonçalves da Mota Júnior
57. 1939 - Henrique Soler
58. 1940 a 10/1941 - Dr. Flor Horácio Cyrillo
59. 10/1941/1942 - José Vieira Barreto
60. 1943/1945 - Benedito Gonçalves
61. 3 a 8/1946 - Adelson Nogueira Barreto
62. 8/1946/1949 - Dr. Hugo Santos Silva
63. 1950/1951 - Henrique Soler
64. 1952 - Álvaro Rodrigues dos Santos
65. 1953/1955 - Dr. Eduardo Victor de Lamare
66. 1956/1963 - Luiz La Scala
67. 6/1963 a 3/1964 - Ricardo Pinto de Oliveira
68. 1964/1969 - Dr. Cyro de Athayde Carneiro
69. 10/1969 a 9/1979 - Dr. José Gomes da Silva
70. 9/1979 a 2/1980 - Walter Cotrofe
71. 2/1980 a 10/1982 - Bento Ricardo Corchs de Pinho
72. 10/1982 a 11/1982 – Dr. Walter Theodosio
73. 11/1982 a 9/1983 - José Roberto Cordeiro
74. 9/1983 – Dr. Mário de Paula Nascente
75. 9/1983 a 7/1987 - Antônio Manoel de Carvalho
76. 7/1987 a 2/1988 – Engenheiro Adagamos Sartini Filho
77. 2/1988 a 5/1994 - Alberto Eduardo Levy
78. 5/1994/2013 - Manoel Lourenço das Neves
79. 2014/ 2016 - Felix Alberto Ballerini
80. 2016/até hoje Ariovaldo Feliciano

Fonte: Jornal Santa Casa 460 anos – publicado em novembro de 2003.

Veja o vídeo em https://youtu.be/G3Q_UCaocso


Acompanhe as notícias da Santa Casa de Santos pelos canais de comunicação oficiais:

Site: www.santacasadesantos.org.br/portal/

Instagram: @santacasasantos

Facebook: www.facebook.com/irmandadesantacasadesantos/

Youtube: www.youtube.com/c/SantaCasadeSantos1543/

 

Compartilhe!
Acesse Nossas Redes Sociais

Av. Dr. Claudio Luis da Costa, 50
(13) 32020600
provedoria@scsantos.com.br